Provérbios
29:11

Os tolos dão livre curso às suas paixões; mas os sensatos refreiam-se e acalmam-se.

Portugués do IBS - Compartilhe a Palavra: Fav

Provérbios 29

1 Quem é frequentemente repreendido e continua na sua teimosia virá inesperadamente a sofrer a derrota, sem mais remédio.

2 Quando são os justos que acedem ao poder, então toda a população se alegra; mas quando é um homem corrupto quem domina o povo, este só pode gemer.

3 Um filho que ama e segue a sabedoria é uma alegria para os seus pais, mas o que anda atrás de mulheres levianas é como se andasse dissipando os bens que seu pai honradamente lhe deixou.

4 É pela execução do direito e da justiça que um governante dá estabilidade à sua nação. Mas aquele que se deixa levar por interesses pessoais, ou pelo simples desejo do poder, leva o povo à ruína.

5 A pessoa que lisonjeia o seu próximo é como se lhe estendesse uma cilada. Os que são desonestos facilmente caem nela, mas os rectos ficam de longe e cantam de alegria.

7 Os rectos conhecem bem os direitos dos pobres. Os maus não se preocupam com isso.

8 Os malfeitores armam brigas por toda a parte, mas aqueles que são sensatos procuram conservar a paz.

9 É inútil discutir com um imbecil; este só sabe exaltar-se ou zombar, sem nunca se chegar a um entendimento.

10 Os malfeitores odeiam os rectos; os rectos oram por aqueles que lhes querem o mal.

11 Os tolos dão livre curso às suas paixões; mas os sensatos refreiam-se e acalmam-se.

12 Um governante que dá ouvidos à mentira acaba por encontrar à sua volta apenas gente desonesta.

13 Tanto o pobre como o rico têm isto em comum: é que ambos recebem a luz da parte de Deus.

14 O chefe duma nação que se interessa pela situação dos mais desfavorecidos verá confirmado por muito tempo o seu governo.

15 A repreensão e o castigo ajudam uma criança a aprender na vida. Mas se a deixam inteiramente entregue a si mesma, acaba por ser uma vergonha para os seus pais.

16 Quando os governantes são corruptos, o povo também o é. Mas os justos hão-de ser testemunhas da sua queda.

17 Corrige o teu filho e virás a estar tranquilo; ele encher-te-á de felicidade e de paz de espírito.

18 Quando deixa de haver pessoas que falem em nome de Deus, o povo corrompe-se. Mas uma nação que guarda a lei de Deus é uma gente feliz!

19 Às vezes simples palavras não chegam para corrigir alguém que, apesar de as entender, não está disposto a obedecer.

20 Já viste uma pessoa precipitada no que diz? Pois pode esperar-se melhores frutos dum tolo do que dele.

21 Quando alguém trata um empregado desde jovem com demasiado mimo, ele acabará por pretender aquilo a que não tem direito e se tornar um indolente.

22 Um indivíduo de génio violento só sabe provocar discussões, e um homem exaltado comete muitos pecados.

23 O orgulho duma pessoa levá-la-á à humilhação, mas a humildade do espírito é o caminho da honra.

24 Quem colabora com um ladrão tem muito pouca consideração por si mesmo. Sabe que há mal e não o denuncia.

25 Ter medo sos homens é uma armadilha perigosa. Mas quem confia no Senhor estará em perfeita segurança.

26 Queres obter justiça? Não andes a correr atrás dos ministros e dos altos funcionários; vem ter com o Senhor e pede-lha!

27 Os bons odeiam a maldade dos maus. Os maus odeiam a bondade dos bons!